terça-feira, 25 de setembro de 2012

De caganças e vacanças

a indigência literária é inversamente proporcional ao barulho que os actores pensam fazer. o prato de lentilhas é que se ouça o chinfrim de vão de escada  e as reverências sejam salamaleques da plebe que discreta ou indiscretamente querem  ver a seus pés. entenda-se por plebe a gente que não pertence ao restritíssimo clã. uma espécie de seita mínima, o chefe e os seus secretários que tratam de ocupar os meios de propaganda, tornados invisíveis neste tempo. as circunstâncias não estão de feição para a glória de que são pósteros. entretanto, o eduardo pitta diz que é filho de deus  e foi de vacanças. filho de deus? problemática ascendência. sempre queria conferir a sua certidão de nascimento.  Não tanto para verificar a paternidade divina quanto para ver se estava escrito pita com dois tês.

Sem comentários:

Enviar um comentário